sábado, 16 de julho de 2011

Férias italianas

Semana passada os pais do Poks foram dá um pulinho na praia e ficamos só, os dois, sem conversa, sem férias, sem carinho ou comida da sogra. Foi um pouco triste, confesso, imaginar todo mundo curtindo um caranguejo na beira-mar, enquanto a gente dava duro no jornal. Mas, como tudo na vida tem dois lados - três, dizem os mais otimistas - descobrimos que é veríssimo aquele ditado sobre os gatos sairem e os ratos fazerem a festa. E, se não tinhamos cão, digo, praia, caçamos mesmo com o gato. E chega de tanto chavão nessa história.

Bom, a ideia foi fazer um #casalzinhonacozinha a la Dani Cruz. A hastag foi inventada pela blogueira de sampa que eu adoro. Ela protagoniza as mais divertidas tentativas de cozinhar com o namorado e narra tudo no - agora site - Mais Magenta. Fiz umas comprinhas com o Poks e levamos pra casa dele tudo que era necessário para fazer a melhor macarronada de todos os tempos.

Não levem a mal, mas esse é o único prato que sei fazer. E, querem saber? Ficou uma delícia! Estávamos tão empolgados com a ideia do jantarzinho a dois, que acho que mesmo se tivesse ficado ruim a gente tinha se divertido - claro, sujando 4 panelas, melando a cozinha toda e chorando com as cebolas, todo mundo pode ser feliz um dia.



Vou botar aqui a receita pra vocês, mas sem medidas nem passo-a-passo, porque eu sou péssima com metodologia culinária. Quer uma dica? Comece por onde achar melhor, não se apresse em terminar o jantar antes da novela e vá provando tudo pra ver se não pesou a mão no sal. Eu fiz assim e ficou tudo uma de-lí-ci-a (com direito a sogra provando e elogiando, quando chegou de viagem)

Molho:

- 3 tomates picados em cubos
- 2 cebolas picadas em cubos
- cheiro-verde (ou cebolinha, como preferir)
- molho detomate pomarola (eu uso o bolonhesa, mas tem um de ervas finas que é show também)
- tempero sazon para massas (é o amarelinho)
- creme de leite
- salsicha em rodelas
- pedacinhos de calabresa torrados (pode ser bacon, é que nós somos pobres - hahaha)
- 300g de carne moída bem temperadinha



O modo de fazer aqui é mais ou menos o seguinte: ir dourando as cebolas primeiro, depois acrescenta o tomate e o cheiro-verde e o molho pomarola. Acrescente a salsicha, o tempero em pó e deixe cozinhar um pouco. O creme de leite entra por último, pra dá aquele gostinho de estrogonofe. A carne, é claro, tem que ter sido cozida em outra panela, e só depois você mistura com o resto do molho.

Esqueci de outra coisa: fatias de queijo mussarela ou pedacinhos de queijo coalho. A vontade. (O Poks gosta que tudo se pareça com um grande sanduichão, então eu botei também presunto. Mas eu recomendo mesmo queijo e salame. Fica divino.)

Por último, cobri tudo com queijo, joguei uma pitada de orégano e botei no forno, numa daquelas marinex, só pra gratinar. Pra acompanhar, um suco de uva beeeeeem gelado!



OBS IMPORTANTE: O ponto do macarrão! Pelamor, não pode ficar duro, nem paposo demais. Esse, basicamente, é o segredo de toda macarronada. Em geral, basta contar 10 min no relógio pra massa ficar al dente, como chamam por ai. Mas, dependendo da marca, esse tempo pode ficar entre 7 e 8 minutos: por isso, é bom ficar de olho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário